Carregando

Internet e dispositivos móveis: família e escola devem aprender a se relacionar com o mundo digital


15 de agosto de 2018

Facilidade no acesso a smartphones contribuiu para aumento de crianças e adolescentes online.

O acesso à Internet por crianças e adolescentes cresceu quatro vezes nos últimos cinco anos, de acordo com pesquisas do Comitê Gestor da Internet no Brasil (https://cgi.br/). A maior facilidade na compra de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, contribuiu para essa realidade. Mas e os perigos que podem existir na Internet, como evitá-los?

Há riscos e armadilhas tanto no mundo digital quanto no físico. Evitá-las nem sempre é fácil, mas saber como proceder ou com quem conversar a respeito delas é possível e importante. “É necessário conhecer o site, o aplicativo, a tecnologia que está usando; saber como navegar na Internet, com quem pode e com quem não pode se relacionar. É ingenuidade acreditar que uma criança, que tem “habilidade” e sabe manusear a tecnologia já tem maturidade e formação suficiente para saber o que fazer com ela”, afirma a Gerente de Tecnologia Educacional do Colégio Sepam, especialista em Educação e Tecnologias Digitais, Talita Moretto.

O Sepam possui tablets para a realização de atividades que envolvem tecnologia digital. Os dispositivos são utilizados em sala de aula com planejamento. “Não incentivamos que os alunos tragam os celulares pessoais para a escola, pois as atividades com dispositivos móveis são contempladas igualmente utilizando recursos do colégio, tecnologia que já está preparada para atender às turmas. Não é necessário que os alunos utilizem o celular em sala de aula o tempo todo para falar com eles sobre segurança digital, para sugerir aplicativos úteis, para ensinar sobre navegação segura”, assinala Talita.

Confira algumas dicas para o uso seguro da Internet:

1) Diálogo: “Nas famílias que dialogam os filhos entendem o que é supervisão, que é diferente de invasão. Orientar o filho não é tirar sua privacidade, sua autonomia, mas sim ajudá-lo a usufruir dessa liberdade de forma que não cause danos a ele próprio”, esclarece Talita.

2) Adotar aplicativos de monitoramento: O Google Family Link [https://families.google.com/intl/pt-BR/familylink/] é um exemplo. Ele permite que os pais façam o gerenciamento dos aplicativos que o filho pode ou não instalar, bloquear ou ocultar aplicativos específicos e monitorar o tempo de uso definindo limites diários em horas de acesso.

3) Evitar a superexposição:  Pais devem evitar a publicação em excesso de fotos das crianças, principalmente, com roupa de banho ou sem roupa (mesmo que seja bebê) e com o uniforme da escola. Fotos de viagens da família, de bens materiais (carros, joias) e internas da residência também devem ser evitadas. Não faça check-in em todos os locais que frequenta, pois revela informações da rotina da família, inclusive, horários.

4) Informar-se: O Family Online Safety Institute (FOSI – www.fosi.org) e Família Mais Segura – projeto do iStart (hwww.familiamaissegura.com.br) oferecem informações e guias para as famílias.

5) Seja um exemplo: Os adultos influenciam o comportamento das crianças e dos adolescentes. O modo de agir dos pais nas redes sociais, por exemplo, reflete no comportamento dos filhos.

Você está pronto para ser calouro?

SEPAM VESTIBULARES

EU ESTOU PRONTO

Notícias

Fique por dentro do Sepam!

Alunos do Colégio Sepam participam de campeonato internacional de xadrez

18 de janeiro de 2021

Disputa acontece em Florianópolis de 18 a 24 de janeiro

 O Gambito da Rainha bombou nas plataformas de streaming e o xadrez nos navegadores da...

SAIBA MAIS+

Textos de alunos viram livros

9 de dezembro de 2020

As seis obras do projeto literário do Sepam estão disponíveis nos formatos impresso e digital

Os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º...

SAIBA MAIS+

Sepam realiza Mostra de Talentos online

1 de dezembro de 2020

Evento reúne mais de 130 alunos em apresentações artísticas

Promovida desde 1999, a Mostra de Talentos do Colégio Pontagrossense – Sepam, neste ano, será realizada no formato...

SAIBA MAIS+
Ver mais notícias

Fale conosco

Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro do mundo Sepam